terça-feira, 10 de julho de 2012

E se...



- E se você fosse demitido hoje?
- E se a sua parceira o deixasse?
- E se a sua mãe ou pai descobrisse que estava com uma doença gravíssima?
- E se você tivesse alguma deficiência?
- E se seu filho não pudesse correr e fazer toda aquela bagunça?
- E se você não tivesse carro nenhum?
- E se você morasse em local de risco?
- E se todas as suas roupas tivessem vindo de doações?
- E se você não tivesse a oportunidade de estudar o que estudou?
- E se viajar fosse um luxo que você não pudesse arcar?
- E se você precisasse sustentar uma família com um salário mínimo?
- E se todos os dias fizessem 40ºC?
- E se todos os dias fossem frios?
- E se você morasse em outro país, longe dos seus amigos e parentes?
- E se você tivesse apenas 1/3 de tudo que tem agora?
Se você tivesse realmente do que reclamar…
Não daria mais valor ao que você tem agora?

por Sylvio Ribeiro do Pequeno Guru



3 comentários:

Luiza Ferreira Gomes disse...

Pois é, temos que dar mais valor as coisas que temos, existe muita gente nesse mundo que gostaria de ter pelo menos comida todo dia na mesa!

lzcarval disse...

Ótima reflexão!
As vezes reclamamos de barriga cheia, mesmo!!!
Bjus!!!
Luciana

Ana disse...

... é de se pensar...
num mundo consumista, pensar em ter menos da metade que possuimos é um exercicio que deveriamos praticar diariamente: despegar de coisas inuteis, sei que não é nada fácil, também tenho grande dificuldade em desapegar, mas devemos tentar...

bjokas da Ana

fionotear.blospot.com