quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Porraloka

Todo mundo na vida já teve o seu momento de PORRALOKA. Este momento é celebre pois fica marcado por você e sempre tem uma amigo(a) que lembra destes terríveis fato. 
São porres homéricos, são ficadas tenebrosas, são revelações impróprias e situações onde o constrangimento passou longe. Mas depois você amadurece, as vezes se casa, depois separa, ou também nem chega perto do altar. Você cria vergonha na cara e passa a ser mais comedido(a) em happy hours da vida, sem falar nas festas. Mas tudo faz parte de um jogo de aprendizado, onde na marra você aprende a se comportar. 
Mas sabe pessoal, conheço gente que ainda é PORRALOKA, parece que a “ficha não caiu” ou a PORRALOKUÍSSE dele foi tão FORTE, que a pessoa não consegue mais voltar. O fato é que, quem sou eu para julgar os outros, MAS QUE É ENGRAÇADO UMA PESSOA SAIR DO PRUMO, ISTO É. 
Sem, dó nem piedade confesso-lhes que já tive meu momento de PORRALOKA, um não vários e quando me lembro ou algum engraçadinho me faz lembrar eu ruborizo e depois na noite, fico rindo d’baixo do endredon. 
VIVA A PORRALOKUÍSSE, VIVAAAAAAA!!!

Este texto é original e de responsabilidade de Paulinho Schüler

Nenhum comentário: