quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Cuidados com sua escova dental


Por Kalinka Kuntze

A escovação dental é o meio mecânico individual de mais am­pla utilização para o controle do biofilme oral.

A desorganiza­ção da chamada placa bacteriana através das cerdas das esco­vas é fundamental, e é a forma mais simples para a prevenção das doenças orais, pois a placa desorganizada e oxidada não é capaz de provocar qualquer malefício.

Porém, após a escovação, as cerdas das escovas se tornam contaminadas sendo importante a realização da desinfecção antes da próxima escovação, justamente para evitar a autoin­fecção e/ou a infecção cruzada.
Com certeza a prevenção das doenças orais com a utilização de escovas eficazes e atraumáticas, escovas interdentais, fio den­tal e higienizadores de língua continua sendo a melhor forma de evitar das doenças orais.
Entretanto, a desinfecção das escovas utilizadas para a higie­nização oral poderia desempenhar um papel coadjuvante mui­to importante na prevenção destas e de outras doenças que poderiam ser transmitidas por meio dos micro-organismos presentes na boca, principalmente no biofilme oral, secreções, sangue e saliva.

Uma das medidas adotadas para prevenir a transmissão de doenças foi justamente a desinfecção rotineira das mãos com um gel alcoólico desinfetante. Não existe nenhuma justificativa para não tornar a desinfecção das escovas dentais um procedi­mento rotineiro e habitual que, seguramente, poderia auxiliar na prevenção de muitas doenças infecciosas.

Protocolo de desinfecção da escova dental
1. Após a Higiene Oral, remove-se o excesso de água com uma pequena batida da escova sobre a palma da mão ou sobre a borda limpa da pia do banheiro.
2. Faz-se então a aplicação do desinfetante através do borrifa­mento do antisséptico oral a base de clorexidina entre 0,12% a 0,2% especialmente na parte das cerdas.
3. Coloca-se o protetor de cabeça que deve ter a sua parte interna também embebida pela solução antisséptica.
4. Em seguida, a escova pode ser guardada dentro do armá­rio fechado do banheiro. O antisséptico ficará agindo duran­te todo o intervalo entre as escovações, promovendo assim, uma desinfecção eficiente.
5. Um ponto fundamental é: antes da próxima escovação, a escova deve ser novamente muito bem lavada e enxaguada em água corrente – da mesma forma descrita inicialmente – para a remoção dos resíduos do produto utilizado e também para a remoção dos micro-organismos eliminados.

Atualmente já estão disponíveis no mercado Esterelizadores de Escovas dentais individual e para a família. Os preços variam de R$30 a R$ 80,00.

A Dra Kalinka Kuntze é Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade do Vale do Itajaí (2004), Pós-Graduada em Cirurgia Oral Menor (2005), Especialista em Prótese Dental pela SOEBRAS (2010) e Especializanda em Saúde da Família(UFSC). 
Só uma mulher inteligente iria tratar dos dentinhos da própria mulher inteligente!! Dra Kalinka atende em Balneário Camboriú, na Av Brasil. Agendamento pelo fone (47) 3366 5110

Nenhum comentário: